sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Europa

                                    
                                                      Dimas Macedo

                                           
 
                                               Importar o mapa mundi

                                              até à nossa mesa

                                              e na leveza da noite

                                              curtir um vinho tinto

                                              com o instinto selvagem

                                              de turista insone,

                                              porque na Europa

                                              os seios de Afrodite

                                               de Paris até Roma.

 
                                               Fortaleza, 18/07/2014

22 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Lindos e leves versos! Chamam a atenção e agradam tanto pela relação harmoniosa que encerram em si, quanto pela sutileza com a qual dialogam com elementos externos. Muito bom mesmo!

    Fernando Facó, seu aluno de Direito Constitucional II, 3° semestre, 2014.2.

    ResponderExcluir
  3. Adorei, professor! Ao ler, lembrei-me dos vários sonhos e planos feitos entre amigos e vinho, todos sobre viagens ao redor do mundo e para terras conhecidas apenas pelos deuses. O poema é excelente, e me trouxe tais agradáveis e ligeiramente melancólicas lembranças. Parabéns pelo excelente blog, professor!

    Ingrid Lopes Gomes Rodrigues, aluna do 3º semestre, Direito Constitucional II, Manhã, UFC

    ResponderExcluir
  4. Agudas palavras, bem colocadas. Bom saber que nem todas as mentes do direito estão condenadas a ficarem à deriva na calmaria da dogmática jurídica... Aventuremo-nos pela tempestade da literatura! Guilherme Bezerra, S3, curso a tua disciplina pelo período da manhã.

    ResponderExcluir
  5. Belíssimo poema, professor. Realmente, a sutileza das palavras muito bem colocadas, diga-se de passagem, fez eu externar meus pensamentos para o velho continente. Parabéns pelo sucesso, gostaria de destacar o quão bonito é pessoas que ainda se veêm interessadas pela belíssima arte de escrever. Abraão Freire, seu aluno do 3º semestre da cadeira de Constitucional II

    ResponderExcluir
  6. Excelente, professor! Ler sua obra me despertou sensações semelhantes as que possuo quando leio Vinícius de Morares e Hemingway, acrescidas de peculiaridades exclusivas de sua estilística. É uma pena que o perfil atual de profissional e estudante de Direito tenha se interessado menos pelo exercício da literatura. O contato com a arte ajuda na construção de um profissional mais completo. E posso aferir que o senhor detêm tanta intimidade com as letras quanto com as normas, fico feliz de ser seu aluno.

    José Wilson de Carvalho - Constitucional II (Manhã)

    ResponderExcluir
  7. De fato muito bonito e gostoso de se ler! A singularidade e o conjunto de palavras dispostas de maneira maestral impressionam e entretêm quaisquer leitores. Parabéns pelo blog e obrigado por enriquecer-nos com tão agradável leitura, professor. Newton Bevilaqua Dias Neto, seu aluno na cadeira de Constitucional II no s3 diurno.

    ResponderExcluir
  8. Belíssimo texto, professor, brilhantes palavras! O senhor captou toda a beleza do Velho Continente - em suas formas, nuances e linhas -, que é um misto de realidade e mito, com sensibilidade e habilidade impressionantes, de um ângulo que apenas um poeta natural poderia captar. Viajar é algo que transcende o plano físico: é mesclar seu ser ao lugar, deixando-se lá impresso. Obrigada, professor, por compartilhar seu dom tão maravilhoso. Serei leitora assídua do blog. Carla Carneiro Cavalcanti, Constitucional II(Manhã)

    ResponderExcluir
  9. Parabéns professor Dimas pelos belos poemas! É realmente uma pena que a poesia esteja sendo relegada a segundo plano na literatura contemporânea. Como bem disso o poeta mexicano Octavio Paz, "a poesia é o ponto de interseção entre o poder divino e a liberdade humana". Abraços do seu aluno Cristiano Barreira - Constitucional II (manhã).

    ResponderExcluir
  10. Belas palavras, professor. Infelizmente, a arte de escrever poemas não goza do mesmo prestígio de outros tempos, tempos estes os quais havia a exaltação da alta cultura e da intelectualidade, expressadas principalmente por meio da literatura. Indubitavelmente, é necessário ensinar a atual geração a importância da leitura de poemas, cujos versos tanto inspiram a alma. Abraços do seu aluno Daniel Damasceno Leitão, de D. Constitucional II (UFC).

    ResponderExcluir
  11. Belíssimo texto professor! São diminutas coisas na vida que conseguem nos elevar da nossa condição humana miserável ao plano do divino e, inquestionavelmente, o senhor é um dos poucos que consegue inserir em palavras essa sensação de transcendência. É impressionante como o senhor conseguiu construir o poema com tanta sutileza e maestria. O senhor merece todo o reconhecimento pela grande contribuição que faz a alta cultura. Abraços do seu aluno Francisco Furtado – Constitucional II (manhã).

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pelo belíssimo texto professor, é uma pena que na correria do dia-a-dia, as pessoas não tenham tempo para refletir e contemplar as maravilhas oferecidas pela poesia, é ela que ajuda a mover a nossa vida!!! Mais uma vez parabenizo o senhor, pela iniciativa de compartilhar isso conosco.
    Abraço.
    Sua aluna do 3º semestre 2014.2 em Constitucional II (manhã) - Jéssica Gomes Rebouças

    ResponderExcluir
  13. Professor, parabéns pelo blog e pelas lindas palavras desse poema! É de se apreciar a leveza de suas palavras e todos os sentimentos contidos nelas. Me fizeram lembrar de tantos sonhos, muitos realizados e tantos outros a se realizarem. A Europa é fonte de tantas riquezas culturais e históricas, que me encanto cada vez um pouco mais com suas belezas e com o sentimento incrível que se pode sentir quando se pisa naquele continente. Um mundo antigo, que nos parece tão familiar e, ao mesmo tempo, parece que está esperando para ser explorado por nós. A beleza das poesias toca a alma e suaviza a realidade às vezes tão distante da beleza de um poema.
    Sou aluna de constitucional do 3 semestre manhã. Ana Beatriz Barros

    ResponderExcluir
  14. Parabéns, mais uma vez o Ceará mostra que produz expoentes em todas as áreas. Faz-se justa sua presença nos acentos da mais antiga Academia de Letras do país. A metalinguagem é clara, utilizando a dignidade da pessoa humana e fazendo uma ruptura com o atual xenofobismo, integrando a cultura milenar europeia, desde os povos helênicos, até os dias atuais. Aguardo ansiosamente para prestigia-lo no lançamento de sue livro.

    Paulo Guerreiro, seu aluno de Direito Constitucional II, 3° semestre, 2014.2.

    ResponderExcluir
  15. Belíssimas palavras professor. Esse poema mostra como é possível ser sintético e produzir obras de grande valor intelectual, após várias leituras é notável o seu requinte e o seu esforço ao escolher cada palavra para a produção desse magnífico texto.O senhor deveria levar mais desses textos para a sala de aula
    Daniel Rocha Ferreira, seu aluno da cadeira de Constitucional 2.

    ResponderExcluir
  16. Parabéns professor,excelente poema através desses versos visualizei as belas imagens da Europa bucólica e misteriosa,da linda Cidade Luz e seus encantos seu flavor da arte emanado por todas as ruas.Esses versos são primorosos e sensíveis refletindo a alma de um grande poeta.
    Abraços,
    Sua aluna de Constitucional 2,Débora Leonisia.

    ResponderExcluir
  17. Parabéns pelo belíssimo texto professor, produzido com grande maestria, e com belas palavras e versos que me trouxeram recordações da fascinante Europa e dos ótimos momentos que passei por lá. Parabenizo-o também por manter um blog com publicações de tão bom conteúdo, em falta nos dias de hoje, porém necessárias ao nosso desenvolvimento intelectual. Continuarei acompanhando e apreciando essas demonstrações do seu incrível talento.

    Lucas Salles Gazeta Vieira Fernandes, seu aluno de Constitucional II (manhã).

    ResponderExcluir
  18. Sutil e profunda significância é obtida com a leitura de tão singelo concatenamento de letras e palavras, que juntos me remontam às mais belas experiências embargadas pelo néctar adocicado das uvas e pelo estupor proporcionado pela finesse europeia. Parabéns pelas belas palavras, professor! Nasla Gomes, Constitucional II (manhã).

    ResponderExcluir
  19. Professor, adorei o poema. Ótima escolha de palavras. Com seu poema pude viajar tranquilamente pela europa através da mente. Estou esperando pelo seu livro. Renata Barros, constitucional 2, manhã.

    ResponderExcluir
  20. Professor, parabéns pelo seu talento em contribuir para tornar a poesia uma das artes mais encantadoras. Fascinante a forma como temas tão belos como o continente europeu e a deusa Afrodite são relacionados entre si e com outras imagens presentes no texto, proporcionando uma efervescência de interpretações e sensações para o leitor. Antes de mesmo de ser sua aluna, eu já ouvia seu nome como referência e excelência em matéria literária e, agora, lendo esses versos tecidos pelo senhor com toda a sua alma pelo visto, certifico-me ainda mais de que muito podemos aprender com o senhor em relação a captar as coisas singelas e lindas da vida e dissolvê-las extraordinariamente na poesia.

    ResponderExcluir
  21. Linda poesia, professor. Ver-se que o senhor é um verdadeiro poeta, pois suas poesias nos traz alegrias, reflexões, fantasias, sonhos e até mesmo realidade. Continue as escrevendo para poder nos inspirar a sermos seres humanos melhores, mais reflexivos e conscientes. Fico bastante feliz em descobrir um blog como esse, em um mundo em que as palavras em versos estão perdendo cada vez mais espaço. Rodrigo Matos de Araújo- 3 semestre- diurno

    ResponderExcluir
  22. Belíssimas palavras, professor! Parabéns pelo seu talento como poeta, pela sua maestria ao imprimir sensações tão vivas em seus leitores por meio de suas palavras tão sutis e singelas, mas ao mesmo tempo tão profundas e fortes. Parabéns também por manter o seu blog com conteúdos sempre muito interessantes, algo raro hoje em dia. Estou aguardando ansiosamente o lançamento do seu livro!
    Gabriela Bustamante, sua aluna de Direito Constitucional II - 3º semestre diurno

    ResponderExcluir