terça-feira, 8 de outubro de 2013

Entrevista a Selmo Vasconcelos



Dimas Macedo




SELMO VASCONCELLOS - Quais as suas outras atividades, além de escrever?

DIMAS MACEDO - Sou professor de Direito e Procurador do Estado do Ceará. Exerço também as funções de editor independente. No plano social, sou apaixonado pela militância política e pela busca da cidadania e da Justiça.

SELMO - Como surgiu seu interesse literário?

DIMAS - Eis um mistério para o qual não sei atinar. Acho que seria escritor de uma ou de outra maneira. Vida e literatura em mim se confundem. Penso que sou um vocacionado para a palavra e que a literatura é o meu destino.

SELMO - Quantos e quais os seus livros publicados?

DIMAS - Já publiquei trinta e cinco livros, um deles em espanhol, que foi editado no México. A poesia, a crítica de literatura, a filosofia, a pesquisa jurídica: eis as minhas principais áreas de trabalho com a palavra.

SELMO - Quais os impactos que propiciam atmosfera capaz de produzir poesia?

DIMAS - O cheiro, as cores e o salitre da mulher amada. O mistério das coisas e dos seres. Os apelos da paisagem. A beleza deslumbrante da natureza.

SELMO - Quais os escritores que você admira?

DIMAS - Os clássicos da literatura, tais como Dostoievski, Tolstoi, Machado de Assis, Graciliano Ramos, Clarice Lispector, Fernando Pessoa, Jorge Luís Borges. E outros grandes escritores que não aparecem na mídia, mas que vou descobrindo com o meu faro de crítico e de leitor compulsivo.

SELMO - Qual mensagem de incentivo você daria para os novos poetas?

DIMAS - Que continuem acreditando na palavra ritmada e na palavra fundadora do belo. Só a arte é capaz de libertar a vida das suas amarras e das coisas sem sentido do cotidiano.

                                                                                                              Porto Velho, 08.09.2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário